FINALISTAS da 1ª edição do PENA DE OURO (2020) — parte IV

Pelo quarto dia consecutivo, trazemos informações a respeito dos finalistas do Prémio Internacional Pena de Ouro do ANO PASSADO.


Já as inscrições DESTE ANO ainda seguem abertas na sua RETA FINAL! Basta clicar aqui:


https://www.casabrasileiradelivros.com/2a-edicao-pena-de-ouro-2021


Para relembrar a classificação de 2020, basta clicar aqui:


https://www.casabrasileiradelivros.com/selecionados-pena-de-ouro-2020



GABRIEL CLAUDINO MARINHO



Gabriel Claudino Marinho nasceu em São Paulo capital, no ano de 1994. Estudou filosofia em 2015, ainda cogitando dar aula, mas não prosseguiu com o curso e atualmente é estudante de tradução e interpretação das línguas inglês e português. É escritor colaborativo no site de música alternativa Rebobinados (https://rebobinados.com.br/) e idealizador do site Escritos não ditos (https://escritosnaoditos.wordpress.com/).


Tem forte apreço pela poesia marginal, principalmente por Ana Cristina Cesar e Torquato Neto; outras de suas influências vão de Charles Bukowski e Sylvia Plath, até os movimentos artísticos de cinema que dizem respeito à urbanidade, tais como os encabeçados por Wong Kar-Wai e a “segunda nova onda” do cinema de Hong Kong, os filmes independentes brasileiros como “A Musa Impassível” de Marcela Lordy e obras existencialistas em geral, como “Morangos Silvestres” de Ingmar Bergman. Os temas abordados em sua escrita seguem um pouco o tom de suas influências: solidão, amizades, amores, tristezas, melancolia, trabalho, o cotidiano. Até o momento nenhuma de suas poesias foram publicadas em formato de livro, mas alguma porção de seus textos podem ser encontrados no Instagram @letras.sujas.



MÁRCIO DO NASCIMENTO CASTILHO



Márcio do Nascimento Castilho. escritor Voltarredondense, cursa Licenciatura em Ciências Biológicas pela UFRJ. É funcionário público. É membro da Academia Mundial de Cultura e Literatura, da Sociedade Brasileira dos Poetas Aldravianistas, da Academia Voltarredondense de Letras, Academia Independente de Letras, da Academia Brasileira Camaquiana e da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letra e Artes.

Em 2019 publicou seu primeiro livro de poesias durante a 5ª Feira do Livro de Resende, intitulado DE TODOS OS TEMPOS, o qual lhe proporcionou o prêmio Olho Vivo na categoria “melhor livro de 2019”, estando atualmente em sua terceira edição.

Ainda em 2019 participou do Concurso Vozes do Aço com o soneto Angústia de Narciso que lhe proporcionou o primeiro lugar.

Em 2020 lançou virtualmente seu segundo livro de poesias intitulado “De Todas As Tribos”.

Atualmente ganhou prêmio pelo jornal Olho Vivo 2020 na categoria “melhor poeta”,

Redes Sociais:

www.facebook.com/marcio.castilho.319

www.facebook.com/marcio.castilho11

www.Instagram.com/marcio7508



RAILDA VITERBO ERENHA ABDALLA



Dados biográficos de Railda Viterbo Erenha Abdalla:


1935 — nascimento em 29 de setembro, em São Carlos, décima filha.

1943—matriculada na Escola Pública — Instrução Elementar. Já lia e escrevia.

1945 — Época de muita leitura de contos.

1947 — Leitura de diversos autores — ampliação do vocabulário.

1948 — Transferida para Colégio Religioso — redobrado o gosto pela leitura. Rigor com a língua pátria.

1950 — Transferida para outro colégio religioso — muita leitura, dos clássicos brasileiros.

1951 — Publicação pela primeira vez de um texto meu: “O mar”, no jornal da escola, Eco Estudantino. Outros se lhe seguiram. Despertado o gosto pela escrita.

1953 — Leitura de um texto meu, em público, pela primeira vez: “Saudação ao Mestre”, para um professor que se aposentava.

1954 — Formatura de professora.

1955 — Casamento — pausadas leitura e escrita.

1974 — Pedagogia — UNESP — leitura e escrita intensas.

1977 — Licenciatura Unesp.

1981 — Início do magistério estadual — muita leitura sem perspectiva literária.

1982 a 1990 — Concurso Professor Nota 10 — premiada em 1º lugar no Estado de São Paulo.

1991 — Curso de 1 ano na UFSCAR: Alfabetização, ministrado por linguistas da Unicamp.

!995 a 2000 — Concorre por 5 anos ao prêmio Talentos da Maturidade — diplomas de participação.

2003 — Participação no Concurso de redação para professores, em âmbito nacional. Tema: “A vida da Palavra” — 1º lugar. Recepção e premiação presenciais na Academia Brasileira de Letras.

2004 — Publicação do texto “Sonhos”, na Antologia do Centro Literário de Rio Claro.

2005 — Concurso de redação para professores, nível nacional, pelo jornal Folha Dirigida/Academia Brasileira de Letras. Texto:” A palavra na Era da Imagem”.

2005 — Aposentadoria.

2006 — “A importância do livro no Brasil do século XXI”.

2008 — “A importância de Machado de Assis um século depois de sua morte”

2018 — Participação no concurso da Amazon, com o tema Romance. Texto/livro: “Chapy e a madame”. Prêmio Kindle de Literatura, exposto na internet.

2020 — Participação no concurso Internacional “Pena de Ouro” — classificada entre os 10 primeiros com o conto “O Cartão “.




Fique ligado, amanhã tem a parte final!